Arraial do Cabo - Um passeio pelas águas cristalinas desse paraíso.

Localizada a 140 km do Rio de Janeiro, Arraial do Cabo é uma cidade pacata, cercada por praias que encantam moradores e turistas que visitam o lugar. Dunas, restingas, lagoas e costões compõem uma das mais belas paisagens do nosso litoral e garantem a diversão mesmo nos dias de flat. Na superfície de águas cristalinas, altas ondas quebram ao longo do ano inteiro.


No fundo do mar, uma imensidão azul de visibilidade paradisíaca e uma fauna marinha abundante fazem Arraial ser considerada a capital do mergulho brasileiro.

A Surfar desembarcou nesse paraíso do Atlântico que recebe cada vez mais investimentos em infraestrutura, porém ao mesmo tempo mantém o clima típico das vilas de pescadores, abrigando gente humilde e hospitaleira. O aroma da maresia, o sabor do pescado e o visual do pôr do sol serão difíceis de reproduzir nessas páginas. Mas vamos tentar mostrar para vocês um pouco desse lugar querido e protegido pelos seus habitantes. E como não podia ser diferente, tudo sobre o surf nos melhores picos de Arraial!

Por Lucas Gayoso


Entrada da cidade. Crédito: Jorge Porto Photos Dodysurf.

Durante centenas de anos Arraial do Cabo foi uma colônia de pescadores. O progresso veio com a instalação de uma fábrica na cidade no ano de 1943, que atraiu trabalhadores de todas as regiões do Brasil em busca de um emprego. De lá pra cá, Arraial cresceu e ganhou uma nova dimensão, recebendo turistas do mundo inteiro nas altas temporadas. Apesar do crescimento, o “paraíso do Atlântico”, como é conhecido por seus moradores, não perdeu sua essência, que poderia ser cenário para uma música de Dorival Caymmi: “O pescador tem dois amor - Um bem na terra, um bem no mar”.


As ondas da Praia Grande se transformam em pistas de manobras quando o vento acerta. Crédito: Jorge Porto Photos Dodysurf.

Mas se o pescador tem um bem no mar, os surfistas de Arraial têm outro. Altas ondas, com características marcantes e diferentes, quebram ao longo do ano inteiro em vários picos que se estendem ao longo das praias. Victor Ribas, um dos maiores surfistas brasileiros da história, sabe bem disso e fez escola nas ondas da cidade. Ele nasceu em Cabo Frio (cidade vizinha de Arraial, onde possui uma estátua em sua homenagem) e ao longo de toda a sua vida aproveitou as esquerdas da Praia Grande até a potente onda da Ilha do Pontal. E com a ajuda de surfistas locais, preparamos para vocês um guia sobre os principais picos da região!


Apesar do crescimento, Arraial mantém clima de vila pesqueira. Crédito: Jorge Porto Photos Dodysurf.

PRINCIPAIS PICOS 

Praia Grande - Quebra praticamente o ano inteiro, mas de maio até setembro é o melhor período, quando entram grandes ondulações de sudeste e principalmente de sul com vento nordeste. O canto esquerdo clássico é considerado uma das melhores esquerdas do Brasil. De setembro em diante rolam altas ondas na Chaminé e em Estacionamento com as mesmas ondulações e vento, sem falar das águas cristalinas e de um pôr do sol mágico.


Praia Grande vista do morro. Crédito: Jorge Porto Photos Dodysurf.

Praia Brava – Normalmente quebram altas ondas tubulares e pesadas no verão quando fica com boa extensão de areia, pois quando está sem praia é aconselhado apenas para os mais experientes. Geralmente fica bom com ondulação de sul e sudeste com vento nordeste, o canto esquerdo e o meio são muito bons para o surf, já o canto direito é excelente com triângulos mágicos.

Massambaba (Monte alto e Figueira) -  Quebra praticamente o ano inteiro, funcionando com a mesma ondulação e vento da Praia Grande. 


Canto da Praia Grande. Crédito: Jorge Porto Photos Dodysurf.

Ilha do Pontal - Fundo de pedra, com uma esquerda poderosa e perigosa, que fica em frente à praia do Pontal. Funciona mais nos meses de vento nordeste forte, que vai de agosto até dezembro, com as ondulações de leste que predominam nesta época. Vale a pena ressaltar que é a onda preferida do ex-WT Victor Ribas.


Visual paradisíaco do pontal de Atalaia e no fundo a ilha do farol. Crédito: Jorge Porto Photos Dodysurf.

Baixios (pico secreto) - Uma onda mágica que quebra poucas vezes no ano. Isso pode variar, já que em 2012 quebrou várias vezes. Funciona geralmente de junho em diante com ondulação grande de leste e sudeste. Só da para ir de barco.


Linhas quebrando perfeitas e solitáriaa na Chaminé. Crédito: Jorge Porto Photos Dodysurf.

HOSPEDAGEM

São aproximadamente 66 meios de hospedagem com preços que variam de acordo com a temporada. A média das diárias para casal está em torno de 180 reais em ótimas pousadas, com serviços de qualidade e boa localização. Porém, é possível encontrar hospedagens mais em conta em hostels/albergues em torno de 50 reais por pessoa em quartos coletivos. E se a procura for por serviços diferenciados, existem hotéis com suítes luxo, com toda comodidade e conforto: piscina, sauna e outras opções de lazer, atendendo a todo tipo de público.


O cabofriense Viitor Ribas, ex-atleta do WCT, conhece muito bem os canudos de Monte Alto. Crédito: Ricardo Altoe.

ALIMENTAÇÃO

Cadastrados junto à Secretaria de Turismo, a cidade possui cerca de 20 restaurantes, porém existem pequenas pensões, quiosques nas praias, lanchonetes, pizzarias e creperias que também disponibilizam serviço de alimentos e bebidas. Os preços são bem acessíveis e a maioria tem como especialidade frutos do mar, é claro. Refeições com peixes da região, lula e camarão são sempre uma ótima pedida! É possível degustar desde o tradicional peixe com banana até pratos mais sofisticados, além de petiscos como quibe de peixe, pastelzinho de camarão, casquinha de siri e outros mais. Mas para quem não se agrada com frutos do mar, existem vários restaurantes com diversidade em carnes, massas, culinária vegetariana e oriental.


O bom filho a casa torna. Vitor Ribas. Crédito: Jorge Porto Photos Dodysurf.

VIDA NOTURNA

Arraial do Cabo ainda guarda ares de antigo vilarejo de pescadores e possui uma vida noturna mais tranquila com barzinhos e restaurantes com música ao vivo. Durante o verão e feriados prolongados, shows em praça pública e luaus na praia costumam acontecer. 


Não é difícil entender por que a cidade é considerada a capital do mergulho nacional. Crédito: Jorge Porto Photos Dodysurf.

E QUANDO ESTIVER FLAT... 

A Ressurgência (fenômeno raro responsável pela rica biodiversidade marinha), entre pouquíssimos lugares do mundo, acontece em Arraial do Cabo! A cidade conta com 13 operadoras de mergulho atuantes que oferecem diversos serviços (batismos, aluguel de equipamentos, cursos avançados), sendo uma ótima opção para os dias sem ondas.

Para quem curte lugares pouco explorados, Monte Alto e Figueira - distritos de Arraial do Cabo - são uma ótima opção para quem gosta de estar em contato com a natureza. É possível fazer trilhas pela restinga, se deliciar de frutos típicos e apreciar orquídeas e outras plantas da vegetação nativa, além de observar pássaros e outras espécies raras. A Lagoa Azul é uma Área de Preservação Permanente, possui água morna e salgada, e os ventos propiciam a prática de esportes como kitesurf e windsurf que atraem dezenas de turistas todos os fins de semana. Inclusive para quem desejar aprender a modalidade existem escolas especializadas. 


Arraial não é paraíso só para o surf. Stand up em águas cristalinas.Crédito: Jorge Porto Photos Dodysurf.

Ler 9885 vezes
Publicado em Noticias
Grupo Porto Praia

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Inscreva-se e receba notícias

Saiba Mais - Portal Arraial do Cabo Online

A equipe editorial, formada por jornalistas e pessoas apaixonadas pela cidade, está sempre presente e cuida para que o guia ofereça sempre conteúdos atualizados e as últimas novidades do que há de melhor na cidade.

Redes Sociais

twinter rss

Comentários de Clientes

 

Adorei a seriedade e a facilidade para encontrar as informações no site...

 

Quando fui viajar achei tudo que precisava aqui, PERFEITO...